• lsi
  • poli usp
  • usp

EXA254 - Estudo da retardação da oxidação lipídica do biodiesel de sebo bovino através de antioxidantes naturais a partir da casca da batata (Solanum tuberosum)

Sub-categoria: Química

Clique em Curtir até o dia 17 de Março de 2016 para votar em seu projeto favorito para o Prêmio Votação Popular na FEBRACE 2016

Autoria: Nayonara Yasmin Alves da Silva

Orientação: Vasco de Lima Pinto, Romário Felipe da Fonseca

Instituição: E.E. Prof. Abel Freire Coelho

Resumo (Ver pôster)

A produção do biodiesel traz algumas desvantagens e dentre elas está o tempo de vida útil, que depende da estabilidade termoxidativa durante a sua estocagem. Acredita-se que a casca da batata inglesa (Solanum tuberosum) pode ser uma grande matéria prima para a produção de antioxidantes uma vez que a mesma é rica em vitamina E e ácidos fenólicos que estão sendo cada vez mais estudados na produção de antioxidantes para serem usados em lipídios. O objetivo geral da presente pesquisa é preparar o biodiesel de sebo bovino e o antioxidante à base da casca da batata inglesa e verificar a sua eficácia através do estudo termoxidativo. A situação problema que originou a presente pesquisa foi: “A utilização de um antioxidante produzido a partir da casca da batata inglesa (Solanum tuberosum) minimiza os efeitos da oxidação do biodiesel metílico de sebo bovino?”. Como solução, foi dada a hipótese: “Sim, os extratos da casca da batata inglesa (Solanum tuberosum) são eficientes para retardar a oxidação lipídica do biodiesel metílico de sebo bovino”. Os biodieseis (B100) foram preparados a partir da reação de transesterificação básica do sebo bovino. O antioxidante natural foi produzido à base de cascas de batata inglesa e foi adicionado ao B100 de sebo bovino em três diferentes concentrações. Em seguida, analisaram-se as propriedades físico-químicas dos B100 puros e aditivados do antioxidante, e foi feito o estudo termoxidativo fazendo o monitoramento das variações de temperaturas a 40°C, 60°C e 80°C, durante um período de 8 horas, no qual em cada temperatura estudada foi retirada a cada 2 horas amostras em triplicatas para análises de acidez e peróxido. As propriedades analisadas dos B100 aditivados com o antioxidante sofreram menores alterações que o B100 puro de acordo com o tempo em que estiveram sobre estresse térmico. Concluindo que a utilização do antioxidante produzido à base da casca da batata inglesa é capaz de retardar a oxidação lipídica do biodiesel de sebo bovino.

Palavras-chave: Biodiesel, Antioxidante, Sebo bovino

  • Blog
  • Twitter
  • Youtube
  • Facebook
  • Flickr